Festival Cumplicidades regressa ainda em 2020

notícia

Por: Grua • Fotografia: Sara P. Mendes

O Festival Cumplicidades – Festival Internacional de Dança Contemporânea, faz-se disso mesmo: aproximações e cumplicidades, querendo criar “um verdadeiro diálogo transversal na sociedade”. Por este e tantos outros motivos, foi mais um de todos os festivais a serem interrompidos e adiados ou cancelados. Mas, das fraquezas nascem formas de reinvenção e recriação resultantes da força da adesão do público e de uma “energia vibrante”, como nos dizem Francisco Camacho, André Guedes e toda a restante equipa do Cumplicidades, em comunicado no Instagram e Facebook.

Mencionando também a enorme importância do sector cultural em termos sociais de uma cidade, a equipa do Cumplicidades refere que “a dimensão artística será sempre imprescindível neste trabalho incessante de construção do mundo e de aferição daquilo que desejamos que ele seja”.

Com a máxima atenção relativamente às necessidades que requer um festival que nos aproxima através da dança — não só fisicamente –, o festival volta assim dividido em duas fases: ainda em 2020 nos meses de Setembro e Outubro com vários espectáculos, uma conversa online e outros formatos a anunciar; e Fevereiro e Março de 2021 também com programação por revelar. O cartaz completo pode ser consultado aqui.

Antes de declarado o estado de pandemia, o festival concretizou ainda alguma da sua programação. Foram realizados alguns espectáculos em vários espaços de Lisboa, conversas, workshops, e ainda o Passaporte da Dança — o projecto educativo do festival que tem como objetivo “fomentar o gosto pela dança, no seu mais amplo espectro, e promover a sua prática contínua e mais regular.”